Especialista alemão participará de debate no 23º CBE sobre desigualdade social
Especialista alemão participará de debate no 23º CBE sobre desigualdade social - Corecon/SC

O Brasil é um dos países mais desiguais do mundo. Seis brasileiros concentram a mesma riqueza que a metade mais pobre da população, mais de 100 milhões de pessoas. E os 5% mais ricos do país recebem por mês o mesmo que os demais 95% juntos. O tema “Distribuição de renda, desigualdade social e diminuição da pobreza” será discutido durante o 23º Congresso Brasileiro de Economia (CBE), no dia 18 de outubro, a partir das 14h. Participam como palestrantes o economista alemão Dominik Hartmann e o economista brasileiro Cláudio Salvadori Dedecca.

Inscreva-se no 23º CBE! O evento ocorrerá de 16 a 18 de outubro em Florianópolis. Saiba mais em www.cbe2019.com.br.

Os palestrantes:

DOMINIK HARTMANN – Possui doutorado em Economia da Universidade de Hohenheim, Alemanha (2014), mestrado em Economia Internacional e Desenvolvimento da Universidade Complutense de Madri, Espanha (2010) e foi pós-doutorando em complexidade econômica e big data no MIT Media Lab do Massachusetts Institute of Technology, Estados Unidos (2014-2015). Sua pesquisa usa métodos de economia e sistemas complexos para analisar as relações entre inovação, mudança estrutural e desigualdade econômica. Publicou em revistas internacionais como World Development, Scientometrics, The R Journal, Nature Scientific Reports e Structural Change and Economic Dynamics, entre outros. É pesquisador externo do Fraunhofer IMW (Alemanha) e da Universidade de Hohenheim (Alemanha). Tem experiência em consultorias internacionais, tendo realizados projetos de pesquisa para o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento sobre estratégias de diversificação inteligente e crescimento inclusivo.


CLAUDIO SALVADORI DEDECCA – Professor titular do Instituto de Economia da Unicamp, tendo sido presidente da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (Abet). Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Campinas (1980), mestrado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Campinas (1986). doutorado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1990), pós-doutorado em Ciência Econômica pela Université de Paris XII e livre-docência em Economia do Trabalho e Social pela Universidade Estadual de Campinas (1997). Tem trajetória de pesquisa nas áreas de Economia Social e do Trabalho e de Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico. A atuação de pesquisa privilegia os temas sobre regulação social, política sociais, emprego, mercado de trabalho, desemprego, relações de trabalho, recursos humanos em ciência e tecnologia e recursos humanos em saúde. Tem também atuado em diversas instituições acadêmicas e de cooperação nacionais e internacionais, bem como atuado em projetos de políticas públicas nas diversas esferas de Governo.