Estudante de Florianópolis fica em 9º lugar no Desafio Quero Ser Economista
Estudante de Florianópolis fica em 9º lugar no Desafio Quero Ser Economista - Corecon/SC

O estudante Guilherme Licodiedoff, da escola estadual Professor Henrique Stodieck, do Centro de Florianópolis, ficou em 9º lugar na competição online Desafio Quero Ser Economista, que envolveu 1,2 mil alunos do Ensino Médio de todo o Brasil. O Desafio é uma promoção do Conselho Federal de Economia (Cofecon), com apoio do Corecon-SC, e foi realizado pelo quarta ano consecutivo. O resultado foi divulgado pelo presidente do Cofecon, Wellington Leonardo da Silva, em uma transmissão ao vivo por redes sociais feita diretamente da sede da autarquia, em Brasília.

Guilherme tem 16 anos e é natural de União da Vitória (PR), mas em 2016 entrou no Ensino Médio da escola Henrique Stodieck. Ao final do desafio, ele somou 1.580 pontos. A campeã foi Giulia Santos (SP), que chegou a 1.930 pontos; em 2º lugar ficou Isadora Pedri (MG), com 1,9 mil pontos; e em terceiro, Julia Castanho (SP), com 1.875. Elas ganharam, respectivamente, R$ 1.500,00, R$ 1.000,00 e R$ 500,00. No ano passado, na 3ª edição do Desafio, o vencedor foi o catarinense Pedro Kurth, então aluno do campus de Rio do Sul do Instituto Federal Catarinense (IFC). “É preciso compreender o papel fundamental do economista na sociedade. Afinal, somos, na verdade, cientistas sociais que pensam a economia como um caminho para a felicidade e realização da população”, destacou o presidente do Cofecon sobre a importância do Desafio entre os estudantes do Ensino Médio.

Vídeos

Ao todo, 45 participantes se classificaram para a grande final do Desafio, quando deveriam produzir vídeos interativos sobre economia. Nesta grande final, os vídeos foram analisados pela Comissão Avaliadora do Desafio Quero Ser Economista. O vídeo feito por Guilherme Licodiedoff, que pode ser conferido em https://bit.ly/2Fy94YJ, teve 26 compartilhamentos, 118 reações e 57 comentários.

A Comissão Avaliadora foi composta por cinco membros. Cada membro enviou à organização uma lista com os dez melhores vídeos, do 1º ao 10º, em ordem. Os pontos atribuídos pela Comissão Avaliadora, conforme a metodologia prevista, foram somados aos pontos conquistados pelos participantes ao longo dos demais desafios. Quem teve o maior número de pontos ao final desta soma, venceu.