Mais de 1,5 mil economistas são esperados no 23º Congresso Brasileiro de Economia
Mais de 1,5 mil economistas são esperados no 23º Congresso Brasileiro de Economia - Corecon/SC

Mais de 1,5 mil economistas são esperados no 23º Congresso Brasileiro de Economia (CBE), que ocorrerá em Florianópolis, de 16 a 18 de outubro. O 23º CBE terá como tema como “Alternativas para a retomada do desenvolvimento econômico”. Simultaneamente também serão apresentados trabalhos científicos e realizada a etapa final da 9ª Gincana Nacional de Economia, que envolve estudantes de graduação em Ciências Econômicas de todo o país.

“O 23º CBE será a grande oportunidade de discutir os rumos da economia nacional”, prevê o presidente do Conselho Regional de Economia de Santa Catarina (Corecon-SC), Paulo Roberto Polli Lobo, anfitrião do evento. Será a segunda vez que a capital catarinense receberá o CBE – a anterior foi em 2005. A última edição do congresso, que ocorre há cada dois anos, foi realizada em Belo Horizonte, em 2017, quando recebeu cerca de 1,2 mil economistas de 26 estados e escolheu Florianópolis por aclamação para sede do evento deste ano.

"Entre as minhas expectativas para o 23º CBE é que a gente possa tratar dos assuntos que estão previstos, tais como a políticas fiscal e tributária, de maneira ampla, dando voz e espaço para os economistas que não aparecem na mídia tradicional, que têm posições diferenciadas em relação ao senso de ideia única, ao senso comum, que vive dando voltas em torno de si mesmo", comentou o presidente do Conselho Federal de Economia (Cofecon), Wellington Leonardo da Silva.

A programação contará com mesas-redondas, painéis temáticos, palestras, atividades culturais, premiações e homenagens. Entre os palestrantes confirmados estão Paulo Nogueira Batista Jr, economista, ex-diretor-executivo pelo Brasil e outros países no FMI, em Washington e ex-vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento estabelecido pelos BricS, em Xangai; Roberto Matos Macedo, professor e ex-diretor da Faculdade de Economia da USP, ex-presidente do Ipea e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda; Roberto Padovani, que foi sócio da Tendências Consultoria e assessor do Ministério da Fazenda durante o Plano Real e hoje é economista-Chefe do Banco Votorantim e colunista da Agência Estado e da GloboNews; entre outros nomes.

As inscrições para os trabalhos científicos do 23º estão abertas até as 12h do dia 1º de julho. A divulgação dos trabalhos classificados será feita até 31 de julho. Os estudos deverão versar sobre os temas Políticas Macroneconômicas, Desenvolvimento, Políticas Públicas e Relações e Inserção Internacional – tópicos que também nortearão as palestras programadas para o congresso. A divulgação dos trabalhos classificados será feita até 31 de julho. O CBE 2019 é uma realização do Conselho Federal de Economia (Cofecon) e Corecon-SC com apoio do Corecon Paraná e Sindicato dos Economistas no Estado de Santa Catarina.

Serviço:

23º Congresso Brasileiro de Economia 
Onde: Centro de Convenções CentroSul, Florianópolis (SC)
Quando: 16 a 18 de outubro
Inscrições e mais informações: cbe2019.com.br