Nota oficial do Corecon/SC - Greve dos caminhoneiros
Nota oficial do Corecon/SC - Greve dos caminhoneiros - Corecon/SC

NOTA OFICIAL DO CORECON-SC

 O Conselho Regional de Economia (Corecon-SC) reconhece e apoia o direito dos cidadãos na defesa de seus interesses, como nas últimas semanas em relação à política de preços dos derivados do petróleo. Mas, sobretudo, nos manifestamos pela preservação das atividades econômicas e sociais que estão sendo severamente afetadas.

As consequências do movimento afetam todos os setores da sociedade, especialmente aqueles que mais precisam da recuperação da economia, do emprego e da melhoria das condições de trabalho. É com preocupação que o Corecon-SC acompanha a morosidade na adoção e cumprimento das ações federais e estaduais para por fim à situação.

Como já pode ser percebido, é totalmente condenável o uso oportunista e  político das justas demandas de importantes parcelas da sociedade. É certo o enorme prejuízo causado à economia brasileira e, em especial, à catarinense, cujas consequências serão sentidas na sequência do ano.

O Corecon-SC une-se às demais entidades de classe e representativas da sociedade para que as soluções definidas de imediato sejam implementadas, sem abandonar a continuidade da negociação dos pontos reivindicados ainda em aberto e, ao longo do tempo, a avaliação da implementação destas medidas.

Registramos nossa visão que esta situação deixa bem clara a necessidade de revisão da politica tributária e fiscal geral e, setorialmente, uma reflexão da sociedade brasileira sobre a elevada dependência do transporte rodoviário, que, entre outras consequências, causa a elevada violência no trânsito.

Nossa sociedade está amadurecendo, vamos enfrentar outras situações. Questões como saúde, segurança, previdência são tão urgentes quanto a área de transportes. Frente a estes desafios, o Corecon-SC, em nome dos profissionais Economistas de Santa Catarina, reafirma a sua disposição para contribuir.

 

Conselho Regional de Economia de Santa Catarina

Alexandre A. B. Flores                  Rafael Costa da Silva

Presidente                                       Vice-Presidente