Congresso Brasileiro de Economia será em Florianópolis

Já começaram os preparativos para o XXIII Congresso Brasileiro de Economia, que ocorrerá em 2019, em Florianópolis. O evento já tem local e data confirmados: será entre os dias 16 a 18 de outubro no CentroSul – Centro de Convenções de Florianópolis. A última vez que Florianópolis sediou o evento foi no ano de 2005. A volta à Capital dos catarinenses foi decidia por aclamação, ocasião do encerramento do XXII Congresso Brasileiro de Economia, que ocorreu em setembro deste ano, em Minas Gerais.

Confira abaixo como foi o CBE deste ano:

A cerimônia de encerramento do XXII Congresso Brasileiro de Economia coroou a edição de um evento que entrou para a história do Sistema Cofecon/Corecons. Elogiado pelos participantes pela rica programação e qualidade dos debates promovidos, o CBE também se destacou pela presença expressiva de estudantes, que representaram a maioria dos congressistas. Ao todo, quase 1.200 pessoas de 26 estados estiveram no Minas Centro, em Belo Horizonte, prestigiando a programação do evento.

O conselheiro federal e coordenador do XXIII Prêmio Brasil de Economia, Eduardo José Monteiro da Costa, conduziu a entrega aos vencedores das categorias Monografia de Graduação, Artigo Técnico ou Científico, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado e Livro de Economia. Também foram reconhecidos, durante a cerimônia, os estudantes vencedores do Concurso de Resenhas, Danne Vieira Silva e Pedro Rubin Costa.

A coordenadora da Gincana Nacional de Economia, a conselheira federal Denise Kassama, apresentou as seis primeiras duplas do ranking final. A equipe vencedora é formada pelos estudantes Johny Willian Monteiro e Franklin Carlos Zummach, alunos da Universidade Regional de Blumenau, e foi premiada com medalhas, troféu e dinheiro, assim como os estudantes que ficaram em segundo e terceiro lugar.

Após as homenagens, foi aprovada a Carta de Belo Horizonte, documento que apresenta um posicionamento dos congressistas sobre a crise social, política e econômica do país. Finalizada a discussão sobre a Carta, os participantes escolheram, por aclamação, Florianópolis como sede do XXIII Congresso Brasileiro de Economia, a ser realizado em 2019. Por fim, o público celebrou com o show do cantor e compositor mineiro Lô Borges, que fundou o Clube da Esquina ao lado de Milton Nascimento.

Vencedores do Prêmio Brasil de Economia:

CATEGORIA LIVRO DE ECONOMIA:

1º Lugar (Prêmio de R$ 8.000,00): Economista: José Luis da Costa Oreiro – Registro: 23031-RJ. Título: “Macroeconomia do Desenvolvimento: uma perspectiva Keynesiana”;
2º Lugar (Menção honrosa): Economista: Helena Maria Martins Lastres – Registro: 09919-RJ. Título: “O Futuro do Desenvolvimento”;
3º Lugar (Menção honrosa): Economista: José Eustáquio Ribeiro Vieira Filho – Registro: 7151-DF. Título: “Agricultura, Transformação Produtiva e Sustentabilidade”.

CATEGORIA TESE DE DOUTORADO:

1º Lugar (Prêmio de R$ 7.000,00): Economista: Juliana Franco Afonso – Registro: 6914-PR. Título: “Convergência Espacial da Produtividade Total dos Fatores da Agricultura Brasileira: Implicações dos Investimentos em Infraestrutura de Armazenamento, Pesquisa, Capital Humano e Crédito Rural”;
2º Lugar (Menção honrosa): Economista: Thiago de Holanda Lima Miguez – Registro: 25601-RJ. Título: “Evolução da Formação Bruta de Capital Fixo na Economia Brasileira 2000-2013”;
3º Lugar (Menção honrosa): Economista: Rosa Livia Gonçalves Montenegro – Registro: 25226-RJ. Título: “Inovações Ambientais e Sistemas Nacionais de Inovação: Caracterizações para o Período 1990-2010”.

CATEGORIA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO:

1º Lugar (Prêmio de R$ 5.000,00): Economista: Érika Regina da Silva Gallo – Registro: 35920-SP. Título: “Economia Comportamental Aplicada à Finanças e o Modelo de Agentes: Um estudo sobre a presença da subjetividade humana na tomada de decisão e suas implicações no mercado acionário”;
2º Lugar (Menção honrosa):  Economista: Fernanda Nacif Marçal – Registro: 2614-AM. Título: “Distribuição de Renda e Crescimento Econômico: Modelo Multissetorial de Simulação do Caso Brasileiro”;
3º Lugar (Menção honrosa):  Economista: Tatiana Silva Fontoura de Barcellos – Registro: 7847-RS. Título: “Ensaios sobre a Regulação dos Bancos de Dados Utilizados para a Análise de Crédito: Uma Abordagem da Law And Economics”.

CATEGORIA ARTIGO TÉCNICO OU CIENTÍFICO:

1º Lugar (Prêmio de R$ 3.000,00): Os Economistas: Fernando Ferrari Filho – Registro: 5048-2-RS e Luiz Fernando de Paula – Registro:16248-5-RJ. Título: “Padrões de Crescimento e Desenvolvimentismo: Uma Perspectiva Keynesiano-Institucionalista”;
2º Lugar (Menção honrosa): Economista: Pedro Linhares Rossi – Registro: 24444-RJ. Título: “Componentes macroeconômicos e estruturais da crise brasileira: o subdesenvolvimento revisitado”;
3º Lugar (Menção honrosa):  Economista: Antonio Corrêa de Lacerda – Registro: 16821-SP. Título: “Dinâmica e evolução da crise brasileira: discutindo alternativas”.

CATEGORIA MONOGRAFIA DE GRADUAÇÃO (Estudante):

1º Lugar (Prêmio de R$ 3.000,00): Estudante: Tatiane Tenório da Gama Leite. Título: “O Uso da Tributação Ótima para Fomentar o Emprego no Nordeste”. Instituição: Universidade Rural de Pernambuco (UFRPE);
2º Lugar (Menção honrosa):  Estudante: Emília Karla Mendes dos Santos. Título: “Análise das Relações Comerciais entre Brasil e China: Uma Abordagem Utilizando o Modelo de Vetor de Correção de Erro”. Instituição:  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
3º Lugar (Menção honrosa): Estudante: Ingrid Rafaele Rodrigues Leira. Título: “A Racionalidade na Tomada de Decisão: um experimento para avaliar o efeito de cenários econômicos na decisão dos eleitores em uma eleição presidencial”. Instituição: Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

CARTA DE BELO HORIZONTE – 22º CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA 

 

Data: 11/09/2017