Corecon-SC lamenta o falecimento de um de seus fundadores
Corecon-SC lamenta o falecimento de um de seus fundadores - Corecon/SC

O Conselho Regional de Economia (Corecon) lamenta com profundo pesar o falecimento do economista Ary Canguçú de Mesquita, ocorrido na última sexta-feira, dia 10. Um dos fundadores do Corecon em 1964 e ex-conselheiro da autarquia, Ary Mesquita tinha 94 anos e foi enterrado n Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis.

Formado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mesquita foi professor e diretor-geral, entre 1972 e 1974, do atual Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas, antiga Escola Superior de Administração e Gerência (Esag) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), sendo admitido por concurso e aprovado em primeiro lugar. Também foi superintendente, diretor e presidente do Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE) e presidiu a Casan entre março de 1979 e março de 1983. Durante a década de 1970 também atuou de forma voluntária como coordenador estadual do Projeto Rondon, instalando várias unidades no interior catarinense.

O professor Ary Mesquita também foi um dos  idealizadores do Instituto Brasileiro de Assistência Gerencial de Santa Catarina (Ibagesc), uma estrutura de pesquisa e suporte a empreendedores, uma espécie de embrião do atual Sebrae; um dos fundadores do Instituto Carl Hoepcke, entidade que voltada para a preservação do ensino da língua alemã e de eventos culturais relativos à colonização germânica em Santa Catarina; um dos pioneiros na introdução da informática no serviço público estadual como um dos presidentes do Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc) e um dos criadores do Badesc, a agência de fomento do governo de Santa Catarina. Também atuou no governo federal como secretário Nacional de informática na gestão do catarinense Jorge Konder Bornhausen à frente do Ministério da Educação.

O Corecon-SC sente a perda deste grande homem da economia e da educação catarinense e solidariza-se com a família de Ary Canguçú de Mesquita, a quem deseja os melhores sentimentos.